Verdades e mentiras

Dois homens, decididos a começar vida nova e a ganhar mais dinheiro, estabeleceram-se como vendedores autônomos, com uma barraquinha, cada um em um ponto da cidade. Uma pessoa chegou à tenda do primeiro e perguntou:
– O que vendes aí?
– Verdades. Cada um destes envelopes contém pelo menos uma verdade.
– Mas, verdades são coisas de se vender?
– São.
– Por que estão em envelopes fechados?
– É comum as verdades permanecerem ignoradas.
– Mas, como vou comprar verdades que não conheço?
– Por isso mesmo deves comprá-las.
– E se eu comprar um envelope e entender diferente do que ele contém?
– Justamente. Terás encontrado uma verdade tua.
– Não vou gastar dinheiro com isso.
Assim, as pessoas chegavam, perguntavam, mas saíam, descrentes. Nenhuma verdade foi vendida. A maioria das pessoas dizia que não precisava daquilo. O pobre vendedor ficou mais pobre e desistiu daquela atividade.
Poucos estarão interessados nas verdades alheias. Todos carregam as suas.
Na tenda do segundo vendedor, as pessoas perguntavam:
– O que vendes aí?
– Vendo mentiras. Cada um destes envelopes contém uma mentira.
– Que tipos de mentiras?
– De todos os tipos: mentiras políticas, jornalísticas, místicas e muitas outras.
– E onde as consegues?
– Com um mago.
– Que mago?
– Não o conheço muito bem. Ele deixa as mentiras para que eu as venda e some.
– Para que servem mentiras?
– São utilíssimas. Se quiseres, poderão te fazer feliz. Pode-se ficar rico com elas.
– Quanto custam?
– As mentiras, de um modo geral, são baratas. Temos de todos os tipos, segundo o interesse de cada um. Mentiras para ficar rico, por exemplo, vendo a dez dólares cada.
– Fazem mesmo a gente ficar rico?
– Fazem.
– Então, vou levar essas. Parece-me que são boas.
– E são mesmo.
O vendedor aproveitou para aplicar uma mentira:
– O freguês sempre tem razão.
E muitas mentiras eram vendidas. O vendedor ficou rico e chegou a pôr uma empresa de comunicação. Vendia mentiras aos montões, de todos os tipos: mentira da perna curta, mentira de pescador. Fazem sucesso mentiras do tipo “O povo governa através do voto”. Mentiras, sonhos e ilusões, todos querem.