Tocando em frente

Temos a tendência de colocar nossa felicidade ou infelicidade nas mãos ou nas costas de outros… Nossa vida nos pertence; é que às vezes nos doamos tanto, cedemos tanto que nos colocamos em último lugar. Eu decidi alguns anos atrás fazer um crescente de felicidade a cada minuto.
Arrume um tempinho só para ti, “sozinho”, você e Deus. Eu, é no café da manhã: Onde penso, tento humildemente ver pela janela da minha vida… Meus acertos, erros, virtudes, defeitos… O café vai passando lentamente, e eu vou passando minha vida, devagar… E, quando paramos para pensar na vida, percebemos que muitas vezes falhamos. Mas pense comigo: Acertar, errar, acertar, errar de novo… Faz parte da vida. Nada, ninguém é perfeito. Agora é a hora, em vez de nos lamentar, vamos renovar nossas alegrias, esperanças neste Novo Ano.
Tento durante todo ano, com todas as forças não deixar mais acumular, sem extravasar, preocupações, saudades, emoções boas e ruins. Não deixar para resolver amanhã, semana, mês, ano que vem… A gente se consome, e quando a gente se consome ficamos em carne viva, tudo dói. Passei a acordar bem antes, para mim valeu muito esta atitude. Eu estava sempre correndo atrás, hoje vou à frente, não dos outros, não tenho essa pretensão, mas em frente de mim mesma.
E antes de tomar café eu sempre tenho o cuidado de abrir a janela, para não achar que a natureza está sem cor, às pessoas estão sujas, o tempo está ruim… Aliás, não tem tempo ruim, nós e que temos a mania de reclamar mais do que de agradecer. Tudo é preciso… A chuva lava a alma, o Sol aquece o coração, até o vento, minha paixão, leva embora muitas coisas, e também nos dá energia para acordar e se mexer, para trancar o que deveria estar fechado há muito tempo: tudo que nos faz mal. A natureza é sábia, tudo que deixamos acumular pode resultar em verdadeiras catástrofes em nossas vidas. Torço para que você siga sua vida tocando em frente “se” em paz… Feliz!