Prefeito e comitiva de Osório participaram de reunião sobre a Fase

A busca de informações sobre a notícia da instalação de uma unidade da FASE – Fundação de Atendimento Sócio-Educativo Regional do Rio Grande do Sul, no Bairro Serramar, em Osório, motivou a realização de uma audiência na Secretaria de Justiça e Direitos Humanos na tarde desta terça-feira, 21.
A comitiva de Osório formada pelo prefeito Eduardo Abrahão, o vice-presidente da Câmara, Rossano Teixeira; os vereadores Carlos Eugênio Moeller (Lélly) e Ed Moraes da Silva, e as moradoras do Bairro Serramar, Simone Sessin e Graziela Souza, reuniu-se com o secretário César Faccioli; Coordenador geral de execução de projetos, Aldo Peres e a Major, Simone Kilian Braga.
A pauta foi o esclarecimento sobre o assunto. No encontro, segundo o prefeito, foram apresentados vários dados sobre o Bairro, expansão urbana e feitas outras colocações importantes que enfatizam a inadequação da construção da Fase no Serramar, além de questionamentos técnicos.
“A partir de hoje, iniciamos em parceria com o governo do Estado, através do secretário Faccioli, uma nova formatação dessa estrutura estadual no município. Em regra, as pessoas não aceitam a instalação da Fase, entendo cada posição, mas deve ser levado em conta que isso é resultado de uma decisão judicial, ocorrida há aproximadamente 15 anos”, explica Abrahão.
Segundo o secretário Faccioli, a audiência foi uma prestação de conta ao prefeito e a comitiva de Osório. Na ocasião, foi exposta que a definição da construção ocorreu através de uma determinação judicial transitada e julgada.
O próximo passo é uma visita do secretário e do presidente da Fase, em Osório para ampliar o diálogo em torno de tema. “É preciso parceria no sentido de trocar informações necessárias e encontrar solução que compatibilize os interesses do Estado e dos interesses legítimos da comunidade de Osório”, afirmou Faccioli.

Fase foi a pauta da audiência

Fase foi a pauta da audiência/ Foto: Divulgação