Oficinas de Restauração de Móveis e Técnica de Estofados transformam e encantam

Transformar o que está no lixo e dar cara nova. Esse é um dos objetivos das Oficinas de Recuperação/Restauração de Móveis e Técnicas de Estofamentos, realizada no decorrer deste ano em Osório. A atividade da Prefeitura de Osório, através da parceria entre o Programa Jogue Limpo com Osório e a Secretaria de Assistência Social oportuniza o cuidado com o ambiente, a transformação, o aprendizado e a prática da criatividade de mais de 26 pessoas.
Os segredos de como transformar o que foi descartado de forma incorreta em móveis novos, que ficam lindos, são repassados por Wolmar Souza dos Móveis Osoriense, e Derli José de Souza, parceiros do Jogue Limpo, durante as manhãs de sábados na Oficina da empresa.
A recuperação dos estofados descartados pela comunidade e os recolhidos pelo Cata-trecos, ocorre com os ensinamentos do empresário José Roberto Justim, o Betinho, outro parceiro do programa, que compartilha seu conhecimento com os alunos.
Consideradas pelos participantes como um trabalho apaixonante, as Oficinas encerraram atividades do ano comemorando sucesso. Mesas, sofás, baú, balcões, cristaleiras, roupeiros, entre outros já transformados foram expostos em uma Mostra do Programa Jogue Limpo no Centro Cultural José do Patrocínio; no Largo dos Estudantes, no Saguão da Prefeitura de Osório e no II Seminário do programa.
O prefeito Eduardo Abrahão destaca que este serviço é de extrema importância. “Além de ajudar na recuperação dos móveis descartados pela população, oferece uma oportunidade aos alunos que poderão oferecer estes serviços à comunidade. Nossa meta é mudar a cultura em relação aos cuidados com o ambiente e para isso utilizamos as mais variadas estratégias, como as oficinas”.
Segundo a primeira-dama do município e coordenadora do Programa Jogue Limpo com Osório, Soraia Abrahão, essa é uma das ações do programa. “A conscientização da comunidade está entre os objetivos do programa. Trabalhamos muito para mudar a cultura e felizmente os resultados são visíveis. As Oficinas oportunizam troca de experiências, aprendizado e as diferentes maneiras de contribuir com os cuidados com o nosso ambiente. Estou gratificada com o sucesso dessa ação e feliz com a adesão da comunidade ao programa”, afirmou.
A osoriense Julieta Marins Nunes que está participando de uma das oficinas desde maio deste ano, disse que aprendeu muito nas aulas. “O interessante é que pegamos materiais e móveis que são encontrados em descarte incorreto principalmente em terrenos baldios e transformamos a partir do que aprendemos com o Wolmar e o Derli, lapidando com a criatividade. Isso é maravilhoso, estou realizada, quero participar enquanto existir essa oficina”.
Julieta usou da criatividade e reaproveitou um Armário aéreo em uma mini escrivaninha. A produção de um sofá para sua neta que demonstra encantamento com os presentes foi outra ação concretizada.
As oficinas estão em período de férias e os trabalhos recomeçam em fevereiro de 2016.

Eliana Izaias

 

Oficina de recuperação de estofados

 

Mais um sofá - antes

Antes

Mais um sofá - depois

Depois