O que seria do mundo sem Cristo Refletindo o crucificado – ressuscitado…

Estamos nos aproximando da Festa de Páscoa! Foram 40 dias de preparação, Um caminho solidário com o próximo levando-nos ao encontro do Cristo – Crucificado – Ressuscitado. Um processo existencial de mudança, de abertura para uma vida nova, que este ano no Brasil, teve como centro de reflexão o tema da Campanha da Fraternidade Igreja e Sociedade com o lema “EU VIM PARA SERVIR”.
Que cada um de nós, tenha tido esta abertura fraterna praticando uma ação significativa, em favor da nossa sociedade e assim poder, de forma mais comprometida, celebrar a Páscoa nos perguntando:
O que seria do mundo sem Cristo?

Sem Ele, não existiria a luta pela ética, pela dignidade, pela liberdade e pela vida.
Sem Ele – a verdadeira manifestação do amor não existiria.
Sem Ele, a humanidade seria consumida pelo incêndio das injustiças, do ódio e do preconceito.
— quem ergueria a voz da razão?
— quem nos teria ensinado a perdoar e a corrigir nossos erros?
Sem Ele, os que se dedicam a salvar vidas, nas ruas, nos hospitais, os médicos, os enfermeiros, bombeiros e o bom samaritano não teriam a força para salvá-las, sabendo que estas atitudes humanizam humanizando-se.
“Que este testemunho se difunda, sempre mais, sobre a terra”.
Sem Ele, não haveria amor no coração, nem luta pela Paz e pela Justiça.
Sem Ele, seria difícil o saber-se onde está a verdade.
Ele disse: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida”
Sem Ele, os Sinos de Belém, jamais teriam sido ouvidos, porque não haveria Natal, não haveria esperança.
Sem Ele, o amor não teria a força para semear sua Palavra pelos quatro cantos do mundo.
Sem Ele, o cálice da amargura, que tantas vezes a vida coloca em nossa frente, não seria servido com o sabor do mel e o gesto solidário e amigo.
Sem Ele, o que seria da Educação, sem esse Mestre dos Mestres?
Sem Ele, não teríamos liberdade, democracia e direitos humanos, para construir pátrias livres, sem miséria e sem fome.
Sem Ele, o Planeta obra da Criação, não poderia ser defendido como nossa Casa Planetária, construindo o Reino aqui e agora.
Sem Ele, as mulheres não seriam as primeiras testemunhas da sua Ressurreição.
Sem Ele, o Papa Francisco não teria a força da luta pela reconquista de Sua Mensagem em favor da justiça, da liberdade e da paz, protagonismo do pobre e do oprimido.
Sem ele, não poderíamos celebrar sua Páscoa, sem ter uma sexta-feira santa. Ele não quis a cruz, ele à assumiu por necessidade e amor, nos dando uma vida nova, saindo do ventre do mundo, para entrar no ventre da eternidade.

FELIZ PÁSCOA!!!