O que os vestibulares nos ensinaram: confira dicas para se dar bem nas provas deste ano

Há uma frase motivacional muito antiga que prega o seguinte: “As coisas nunca ficarão mais fáceis, você é quem precisa ficar mais forte”. Com a competitividade cada vez mais intensa pelas vagas das melhores universidades, essa máxima pode ser aplicada também aos vestibulares.

As últimas provas dos vestibulares são capazes de nos ensinar muita coisa do que está por vir e ter conhecimento dessas tendências pode ser o diferencial para conquistar uma aprovação. O Stoodi – startup de educação à distância que oferece videoaulas, plano de estudos e monitorias transmitidas ao vivo – convidou alguns professores para falar sobre o assunto.

Para o professor de Biologia, Rafael Lomazi, as provas de vestibulares das instituições públicas têm seguido um padrão nos últimos anos. “Notei que os enunciados das questões estão cada vez mais bem elaborados, só que de uma maneira geral, têm tratado de assuntos comuns nos planos de aula das escolas tradicionais, bem com “cara de vestibular”. Percebi também – pelo menos até onde alcanço – um aumento da dificuldade nas questões de exatas”, diz.

Já Braian Matilde, professor de Sociologia, explica que os vestibulares são dinâmicos, isto é, estão em constante transformação. “Por isso é comum dizer que está sendo um mais difícil que o outro. São as modificações no conteúdo ou na forma da prova os elementos que dificultam para quem se acostumou com algum modelo específico”, defende.

No entanto, Matilde ressalta que nada será impossível para quem estiver preparado “para o que der e vier”. O professor comenta que a disciplina de Sociologia tem sido cada vez mais cobrada nos processos seletivos e a qualidade na elaboração das questões está cada vez mais alta. “Isso torna a prova difícil para quem deixou para estudar tudo na última hora e favorece aqueles que se dedicaram ao longo do ano todo”, comenta.

Karina Chamklidjian, professora de redação, aconselha focar os esforços na interpretação de textos, fundamental para a resolução de qualquer prova. “Muitas questões têm apresentando textos motivadores e o candidato que tiver facilidade para interpretar tem mais chances de acertar a questão. Leitura e análise de textos são ótimas formas de treinar, assim como resumos”, conclui.

Sobre o Stoodi

Lançado em 2013, o Stoodi é uma startup de educação à distância que oferece videoaulas, plano de estudos e monitorias transmitidas ao vivo. A plataforma nasceu com o objetivo de democratizar o acesso à educação no país, oferecendo uma plataforma intuitiva e acessível para facilitar a vida dos estudantes em fase pré-vestibular e de alunos do ensino médio que precisam de reforço escolar. A plataforma já conta com 550 mil alunos cadastrados e 40 milhões de aulas assistidas, que correspondem a 5 milhões de horas de conteúdo.