O pacotão

Apenas num dia o Estado do RS teve duas ações que vão dar muito o que falar, o Inter na segunda divisão e o pacotão do Sartori tentando recuperar as finanças do Estado.
Quanto ao inter nada mais poderá ser feito, mas quanto ao Sartori muita coisa poderá acontecer principalmente na relação com o funcionalismo público que está ameaçado de não receber o 13º salário.
Os defensores do pacotão do Sartori alegam que alguma coisa teria que ser feita e o pacote é uma tentativa de reverter o quadro de incertezas do Estado com a crise financeira. Sem dúvida, o funcionalismo público é o mais atingido pelas mudanças e isso vai repercutir na sociedade e os protestos serão inevitáveis.
Uma coisa é certa, algo precisava ser feito. É lógico que caberá a Assembleia Legislativa o grande compromisso de aprovar ou não o pacote de medidas do governo estadual. Como tem maioria na Assembleia a pressão será enorme para que os partidos aliados caiam fora do governo. Aliás, estão no governo apenas por troca de alguns cargos e jamais por ideologia política.
Afinal de contas ideologia política é um assunto que sumiu dos debates nos últimos tempos no Brasil.