Família Gamba celebra suas raízes em encontro histórico

Um entusiasmo cada vez mais contagiante, vinha tomando conta do coração de cada membro da raiz Gamba, um grande desejo de encontrar-se para fazer uma volta ao passado de suas origens familiares.
O desejo tinha um objetivo forte, não era apenas reunir-se para uma grande festa, ou apenas para recordar um passado ainda bastante desconhecido de muitos, era sim, conhecer, identificar, unir, integrar e ressignificar numa relação de fraternidade os membros de cada grupo, dos grupos familiares do mesmo sangue que lhes deu origem.
Giácomo Luigi Gamba.
Quem era
Giácomo Gamba?
Todos nós sabemos como brasileiros que somos descendentes, em sua maioria, de europeus que aqui começaram a chegar em meados do século XIX para receber terras do governo e substituir a mão escrava africana, um dos tristes e enfadonho fato da nossa história.
Os primeiros a chegar foram os alemães. Alguns anos depois, começaram a chegar os italianos em nosso Estado, vindos da região de Treviglio e Calvenzano, Província de Bérgamo, Norte da Itália. E é nesta mesma região que encontramos nossas raízes, descendentes de Giácomo Luigi Gamba, natural de Calvenzano.
De acordo com a história da imigração italiana, constatamos que Giácomo e sua família, partiram para América na expedição de 1891. Depois de 30 dias de viagem pelo mar, a maioria desembarcou em portos do Brasil, outros seguiram para a Argentina. É o caso da família Giácomo, vindo ao Brasil alguns anos depois, estabelecendo-se no Alto Caraá. É importante salientar que deve-se aos primeiros imigrantes italianos a devoção à N. S. das Lágrimas, Padroeira do Santuário de Treviglio, trazida para o Alto Caraá, hoje Padroeira do Município.
Atualmente a família Gamba, está em muitas cidades na Região Sul da América, principalmente o Sul do Brasil.
O empenho e o grande interesse de conhecer este nosso passado familiar, propiciou o encontro dos representantes de cada descendente dos filhos de Giácomo que são: Francesca, Lúcia, Francesco Celeste, Maria, Francisco, Victor, Ângelo e João como também membros da mesma família Gamba, descendentes de Francisco Gamba (Chico Bandeira).
É importante destacar a grande acolhida para a realização deste grande encontro histórico, através de uma comissão organizadora, representando toda a descendência. Reuniões e reuniões se multiplicavam na descoberta, nas sugestões, mobilização junto à cada família, para a concretização deste grande evento que se realizou no dia 8 de novembro último, no Salão Paroquial da Igreja Santa Rita de Cássia, na Borússia.
Mais de 600 descendentes foram chegando para o grande e emocionante almoço histórico. Cada família chegava com seu Banner contando sua história. O grande salão ficou lindamente ornamentado, não só pela história contada nos banners, mas principalmente pela história viva que ali se encontrava.
Foi um encontro inesquecível, descontraído e vivenciado na fraternidade que iniciou com uma celebração de ação de graças, tendo como celebrante o Senhor Valdevino Martins. Um momento de celebração da vida e da fé, acreditando na importância da família na sociedade.
Temos que destacar e parabenizar a comissão organizadora deste grande evento, pela maneira de conduzir todo o processo histórico preparativo, como representantes desta grande descendência.
Fizeram parte desta comissão: Cléo Luiz Gamba, Odete Meregalli, Leda Gamba Menezes, Leda Gamba, Paula Gamba Menezes, Marlena Coelho da Silva, Zélia Ferri, Marina Gamba, Sonia Milanezi, Osmar Gamba Lussana, Idê Luiza de Carvalho, Edi Gamba, Renato Tedesco, Nadir Tedesco, Elza Meregalli da Silva e Edson Luiz Gamba e Paulinho Gamba.
O sucesso deste encontro motivou de imediato esta mesma comissão, que já se reuniu, marcando o 2º encontro para 13 de novembro de 2016, na certeza de outro grande encontro.
VENHAM TODOS!!!…

Em uma Família, podem acontecer tempestades de todo o tipo, mas quando a Família é unida, não há nada que os separe.

Tereza Gamba

 

02_2