“Estamos trabalhando para melhorar Maquiné”

A frase é do prefeito de Maquiné, em entrevista à Rádio Osório no último dia, 15 no programa Olho Vivo. Segundo o prefeito João Bassani, não existe milagre, pois administrar o município é como administrar uma casa. “Não podemos gastar mais do que arrecadamos”, diz ele.

Fazendo uma análise dos 10 meses do governo, o prefeito João acredita nas ações positivas com objetivo de melhorar a cidade. Os postos de saúde foram reformados com o próprio pessoal da prefeitura. “Temos força de vontade, determinação e espírito de equipe” afirma o prefeito.

O prefeito elogia os funcionários da prefeitura dizendo que a economia é visível em trabalhos feito pelo próprio pessoal da prefeitura ao invés de licitações. “Tratamos todos da mesma forma”. Ele também destaca que até o final do ano vai colocar em dia o cesto básico do trabalhador, que estava atrasado há quatro meses quando assumiu a prefeitura. “Não existe milagres. Deixar o funcionalismo em dia é nossa obrigação. O 13° salário já está garantido. São obrigações básicas, mas o funcionário reconhece. É obvio que temos muito a melhorar, mas acreditamos que estamos no caminho certo com apoio de todos”.                                                                                                                                                                    

João entende que o apoio do funcionalismo municipal e da própria comunidade está levantando a autoestima das pessoas. Ele próprio foi secretário de obras durante seis meses, dando exemplo de economicidade para o município. Obras fundamentais como o cercamento do pátio do Parque de Máquinas, reforma do estádio e postos de Saúde são exemplos. O Estádio estava há oito anos abandonado. Foi o resgate de um patrimônio. O programa de recuperação fiscal é outro exemplo citado pelo prefeito, o que aumentou em 20% a arrecadação municipal.

 No próximo final e semana dias 27 e 28, Maquiné realiza a Feira do Livro. Segundo o prefeito isso é motivo de alegria. Será uma grande ação cultural na praça Atílio Mansan, ao lado da prefeitura. O patrono será o escritor Dirceu Boff, com uma grande programação envolvendo as escolas municipais.

A respeito das notícias sobre o fechamento do túnel o prefeito diz que está mobilizando alguns políticos para que isso não aconteça. “Não podemos retroceder no tempo. Não acredito que o governo federal deixe isso acontecer”, diz o prefeito.

 

O prefeito também elogia o trabalho do poder Legislativo de Maquiné. “A nossa Câmara de Vereadores está sempre disposta a ser parceira e votar em defesa dos interesses do município. A Câmara vem trabalhando muito na aprovação dos projetos O diálogo é fundamental e os nossos vereadores vem fazendo isso. Quem ganha á a população independente de partidos políticos”, finaliza o prefeito.