Curso de Magistério: Uma grande conquista

Transcorria o ano de 1961. Em Osório, o cargo de prefeito municipal era exercido por Leonel Mantovani. No governo do Estado, estava o engenheiro Leonel Brizola. O Brasil era governado pelo Dr. Jânio Quadros (até 25/08/61), após cinco anos da moderna administração do presidente JK, que promoveu o desenvolvimento do país com estabilidade política. No campo internacional surgia o jovem presidente dos Estados Unidos da América, John Fitzgerald Kennedy, pregando a paz e o desenvolvimento das nações. Desta época é a “Aliança para o processo (tosatisfy the basic needs- discurso de 13/03/61)”. “A Guerra fria” estava amainando e estudava-se o desarmamento.
Foi neste clima dos “Anos Dourados”, período cheio de encantamento e esperanças, que a então pequena cidade de Osório, com 10.000 habitantes, começava a preparar-se para o seu crescimento integrado, a partir de bases de um ensino de qualidade, para todos.
No dia seis de fevereiro de 1961, representações da comunidade osoriense reuniram-se em Assembléia Geral, com o objetivo de fundarem o núcleo local da Campanha Nacional de Educandários Gratuitos, hoje denominada Campanha Nacional de Escolas da Comunidade (CNEC).
A partir da instituição da CNEC, a primeira diretoria, presidida pelo professor Romildo Bolzan, trabalhou na montagem dos processos de criação de escolas, para posterior aprovação junto aos órgãos competentes. No transcorrer do segundo semestre de 1961, foram aprovados o curso de magistério na Escola Normal São João Batista de La Salle e o Colégio Comercial Borges de Medeiros, que funcionaram regularmente a partir de março de 1962, tendo como local, inicialmente, as instalações do Grupo Escolar General Osório. A partir de 1963, os cursos da CNEC passaram a funcionar no novo prédio do Colégio Conceição.
A primeira diretoria da CNEC designou, no início de 1962, os professores Juraci Jaques Pasquotto para diretor do Colégio Comercial Borges de Medeiros e Benito Barbosa Izolan para diretor da Escola Normal São João Batista de La Salle. Em 1963, com o funcionamento do curso de Contabilidade, consolida-se o Colégio Comercial Borges de Medeiros, com bom número de alunos.
Os cursos profissionalizantes, no nível de segundo grau, preencheram uma lacuna no sitema educacional do município de Osório e também atenderam o alunado no entorno da área geográfica da sede municipal. É de ressaltar o amplo apoio que os novos cursos receberam das autoridades públicas e comunidades em geral.
O curso de Magistério, que na atualidade está inserido no contexto do Instituto de Educação Cenecista Marquês de Herval, funciona regularmente há 49 anos. Está com instalações modernas no que se refere à estrutura física, biblioteca e equipamentos didáticos-pedagógicos.
No dia 23 de dezembro de 1965, formou-se, em cerimônia realizada no Salão Paroquial, a turma “Pioneira” do curso de Magistério, que teve como paraninfo o professor João Alves Cunha e como Homenageado de Honra, o professor Benito Barbosa Izolan. O Corpo Docente recebeu uma Homenagem Especial, conjuntamente com as autoridades estaduais e municipais. A oradora da turma, Elizabete Camargo, ressaltou a extrema dedicação e competência do professorado que atuou nos anos de 1962, 1963, 1964 e 1965.
Receberam seus diplomas, em 23/12/1965, as seguintes professoras: Arlete de Souza Rezende, Delma da Silva Freitas, Dione Maria Machado Ramos, Edi Meregalli Gamba, Elizabete Camargo (oradora da turma), Leda Teresinha Gamba, Lúcia Augusta de Souza Ramos, Magdalena Famer de Azevedo, Maria Eloyr Pires de Oliveira, Sônia Nunes Mendonça, Vera Maria Lima e Yara Conceição Jaques.
Os dirigentes atuais da CNEC de Osório têm proporcionado estímulos ao ingresso de novas normalistas, reduzindo o custo das anuidades e oferecendo bolsas de estudo para famílias com insuficiência de recursos.
A quase totalidade das professoras formadas no Curso de Magistério e pós médio (complementação de estudos), estão atuando nos municípios do Litoral Norte e complementaram a formação superior nas faculdades regionais, em especial, no curso de Pedagogia da FACOS e demais licenciaturas proporcionadas pela CNEC de Osório.
Ao chegar ao ano de seu cinquentenário de serviços, a comunidade cenecista de Osório pode afirmar com convicção que cumpriu seus objetivos ao proporcionar uma nova fase educacional, na construção de uma sociedade mais justa e desenvolvida.
*Publicado nos 50 anos da CNEC – Osório

 

12436585_918904574824399_1624167934_o

Normalistas da turma pioneira da Escola Normal “São João Batista de La Salle” na praça da Matriz de Osório

 

12438720_918905198157670_591336656_o

Professor João Alves da Cunha, junto aos formandos de dezembro de 1965. Na frente o padre Álvaro Noschang que rezou a missa solene. O professor João Cunha foi o paraninfo da turma “pioneira”.

 

12458754_918903958157794_567635856_o

Professor Benito Barbosa Izolan, primeiro diretor do curso de Magistério

 

fotos: arquivo pessoal