Solano Reis

  • Múltipla escolha

    Múltipla escolha

    A existência humana seria muito mais simples se em tudo imperasse o objetivismo. Céu ou inferno, Deus ou o diabo, Direita ou esquerda, certo ou errado, dia ou noite, claro ou escuro, bicicleta ou carro, Norte ou Sul, espiritualismo ou materialismo, quente ou frio. As opções seriam sempre duas, valendo a referida regra para todas […]


  • A Lenda

    A Lenda

    Reza a lenda que os meninos nascem para a felicidade. E nascem muitos. São dezenas na região. Milhares no país e milhões no mundo todo. Meninos e meninas recebidos com alegria e satisfação pelos pais, pelos avós e tios. Ou rebentos que encaram o mundo com a desconfiança e a frieza daqueles que os fizeram […]


  • O Cavalo do Padeiro

    O Cavalo do Padeiro

    Tenho por costume publicar sempre crônicas inéditas neste espaço. Dia desses, porém, acessei a página de estatística de meu blog. Uma crônica publicada há cinco anos havia sido lida por alguém. Confesso que nem lembrava muito bem do texto. Entrei no blog e o li. É certo que em cinco anos muita coisa muda. Na […]


  • A Aquarela

    A Aquarela

    É inevitável, até mesmo clichê, conceber este período do ano como mais um ciclo que se fecha. Estes dias de Natal e de Ano Novo bem se assemelham à escalada de uma montanha. Chegamos no topo. Nem todos, é verdade: há os que ficaram pelo caminho, vencidos pelo cansaço do corpo, pela preguiça, pela falta […]


  • Quando o apelo comercial corrompe

    Quando o apelo comercial corrompe

    A atividade comercial praticamente nasceu com o homem. Segundo se diz, ela pode ter sido mesmo um fator determinante para o progresso, tendo em vista que a necesidade de consumo esteve por trás dos movimentos migratórios e, posteriromente, na produção em série que desenvolveu a indústria gerando empregos e investimentos pesados em novas máquinas e […]


  • Coisas da vila

    Coisas da vila

    A vila era pequena. Uma única rua de cascalho atravessava toda a extensão. Outras pequenas ruelas iam cortando a rua principal. As casas eram germinadas. As paredes finas. Os moradores ficavam muito próximos uns dos outros. A proximidade era tanta que se ouviam os barulhos dos talheres na hora do almoço ou da janta da […]


  • Programa de tevê

    Programa de tevê

    Minha mãe não era adepta de televisão. Além do minguado orçamento doméstico que não permitia nenhum tipo de luxo, a bem da verdade, às vezes, não era suficiente nem mesmo para aquisição de coisas essenciais, ainda havia sua convicção religiosa. Sua religião, como muitas outras naqueles tempos, entendia que aquela janela proporcionava uma rápida viagem […]


  • O Céu e O Inferno

    O Céu e O Inferno

    O céu – os deuses realizam uma assembleia. O local onde se encontram é amplo. Limpo. Calmo. De rara beleza. Reina tranquilidade. Suave música pode ser ouvida por todos. Os tronos são claros. Moldam-se aos corpos das divindades. O céu está repleto. Os deuses vão deliberar sobre questões importantes. Lá embaixo, sem desconfiar de nada, […]


  • O treino e o jogo

    O treino e o jogo

    Quem vê o atleta de alto rendimento correndo com esforço, superando seu limite e, finalmente, vibrando intensamente com a medalha no peito, não escapa à tentação de desejar a mesma glória. O hino do país tocando, a bandeira no alto, o nome e a marca no painel eletrônico. Câmeras e mais câmeras varrendo o corpo […]


  • Papo de bar

    Papo de bar

    Todos os dias, no final de tarde, com chuva ou com o sol ainda mostrando-se graciosamente antes de ser engolido pela noite, ele dá expediente no boteco. Toma um liso, acende um cigarro. Espera o momento oportuno para proferir sua conhecida palestra. Eis que chega a sua vez. Como é de costume não desperdiça a […]