Fernando Chemale

  • A Gestapo do Amor

    A Gestapo do Amor

    Não sou machista, embora eu admita que tenha traços comportamentais que transparecem que eu seja. Vivo me policiando para que não aflore em atitudes essa herança social na qual fui criado e que ficou impregnada no meu inconsciente. E até as mulheres se confundem nessa questão. Lutam, com razão, por direitos iguais aos dos homens, […]


  • A Frigideira de Sassás Mutemas

    A Frigideira de Sassás Mutemas

    Sassá Mutema era um matuto, um boçal, elevado por seus conterrâneos à condição de “Salvador da Pátria” local. Sim, embora eu não admita nem sob tortura que tenha assistido, estou ciente que este era o enredo chave de uma novela que marcou época na teledramaturgia brasileira. Adoramos depositar nossas esperanças em algo ou alguém capaz […]


  • Não Sou Charlie, Sou Amor

    Não Sou Charlie, Sou Amor

    Além de “atoa”, eu fui ateu. Mais “atoa” do que ateu, confesso. Não sou mais… ateu. “Atoa” sim, às vezes. Quando surgem esses conflitos ditos religiosos, me dá vontade de “largar Deus de mão” novamente. Daí me lembro que Ele não tem nada a ver com essa história. Isso é coisa dos auto intitulados Homo […]


  • Mundo pequeno esse né!

    Mundo pequeno esse né!

    Não sei se só acontece comigo, mas tenho a impressão que o planeta terra está menor. Rapidamente já elaboro meus palpites para o “porquê” dessa sensação: Nosso planeta ainda tem o mesmo formato geóide, um esferóide obiato, uma esfera achatada nas extremidades… Ãh? O que? Vocês não sabiam que era assim que se chamava a […]