As fundamentais divulgações e ações do festivaleiro Sérgio K.Augusto

Em 1999, Sérgio K.Augusto criou o portal www.festivaisdobrasil.com.br especializado na divulgação e preservação da memória dos festivais de música, e que hoje é a mais importante referência nacional no assunto.
Foi através desse site que houve a informação, a possiblidade, o apoio e a divulgação para que músicos de todos os recantos e mais especificamente os nossos daqui do Litoral Norte se aventurarem em voos pelos festivais do centro do país: Renato Júnior, Loma e os Cantadores do Litoral, depois o grupo Chão de Areia e os Sperandires e outros, foram se tornando conhecidos e bem recebidos em outros Estados. Assim como a Moenda passou a acolher grandes nomes de todo o território nacional, Zebeto Correa, Ivânia Catharina, Zé Alexandre, Babi Jaques, Marinho San, Eudes Fraga e Bilora, entre outros. Paralelamente, a convite de Sergio K.Augusto, eu escrevia a coluna “O que vem do Sul” sobre a cultura litorânea para o portal Festivais do Brasil. Assim nossas ações culturais tornavam-se conhecidas, aceitas e iam se solidificando como movimento musical e artístico diferenciado e fundamentado em pesquisa folclórica levando ao país uma nova linguagem da cultura sulina em que a viola, o tambor, as cantigas açorianas, os maçambiques, os quicumbis, os ternos e as folias são sua matriz e sua raiz.
Sérgio criou também um importante prêmio de reconhecimento aos participantes desse movimento festivaleiro nacional que, como um símbolo de resistência da verdadeira música popular brasileira e de raiz, que, mesmo fora da grande mídia, se mantém forte e cada vez maior. O troféu Festivais do Brasil aponta os melhores festivais, produtores, instrumentistas, compositores, grupos vocais e instrumentais, e intérpretes brasileiros. Ivo Ladislau, como compositor e Adriana Sperandir, como intérprete já foram vencedores dessa premiação.
Além disso, Sérgio idealizou e produz a série de CDs Festivais do Brasil para levar ao conhecimento de produtores e/ou organizadores de festivais (de competição ou não), mostras independentes e concursos, a música de inúmeros artistas. Daqui do Sul, figuram nestes CDs, Paulinho DiCasa e Paulo Cesar Oliveira PC, no volume 5; PC e Mário Tressoldi no volume 6; Marco Araújo, no volume 8; e Sperandires nos volumes 5, 7 e 9.

Mas, quem é Sérgio K.Augusto, o “Persona Cultura” de hoje?

Sérgio é paulista da Capital, cantor, compositor e produtor multimídia, tendo atuado como músico profissional por vinte anos na cidade de São Paulo e interior.
Foi professor de música tendo trabalhado em diversas escolas importantes da cidade, entre elas, atuou como professor de tecnologia musical no CLAM (Centro Livre de Aprendizado Musical) do célebre grupo Zimbo Trio. Nesta área didática musical foi produtor e arranjador das revistas “Você canta o sucesso”, “Cante comigo” e “Violão e guitarra”, todas destinadas ao ensino do violão.
Em 1981 lançou seu primeiro disco, ainda em LP, que levava o nome de “Cantante” e de lá pra cá Sérgio não parou mais. Têm cinco discos gravados com participações de Toquinho, Osvaldinho do Acordeon, Derico, Vanusa, Lula Barbosa e muitos outros. Destaca entre seus parceiros, Tom Zé, Batista dos Santos, Edu Santhana e Juca Novaes e Elifas Andreato. Atualmente é arranjador e produtor de cds, especialmente os de festivais.
Várias de suas canções receberam premiações tornando Sérgio um dos maiores vencedores de festivais de todos os tempos.Canções como Brasilidade, A mão do tempo, Oração ao Mar, Quando um Amor Termina, Descoberta e tantas outras receberam inúmeras premiações nestes eventos Brasil afora.
Dedica-se atualmente ao portal Festivais do Brasil e sua produtora realizando arranjos musicais, projetos gráficos e inúmeras produções além da coletânea anual “Cds Festivais do Brasil” que reúne artistas de varias regiões do país. (Fontes: gravadoravirtual e cafepedia).

sergio k