A guerra das linguiças

No início , o motivo eram os cataventos. Me refiro aos meus primeiros anos longe da terra do vento, buscando um lugar ao sol em Novo Hamburgo.
Quando eu dizia que era natural de Osório, invariavelmente me perguntavam sobre as dimensões dos cataventos da ainda incipiente energia eólica no município. Tive até que dar uma estudada a respeito para responder corretamente e não passar vergonha .
Após isso, com o asfaltamento de sua estrada de acesso, somado ainda à curiosidade dos visitantes em vislumbrar do alto o alinhamento dos artefatos girados a vento, o Morro da Borussia antes relegado a pano de fundo da Freeway, virou POP STAR.
Nove entre dez perfis de gáuchos no Facebook ostentam ao menos uma foto em algum dos seus mirantes ou na já famosa rampa de vôo livre.
Além de ponto turístico, o nosso Morro passou também a ser o questionamento a me fazerem os amigos e pacientes hamburguenses:
– Qual melhor restaurante?
– De onde a vista é mais bonita?
E, para completar minha saga de osoriense desgarrado, de uns tempos para cá, são as linguiças a tomar conta de meus diálogos :
– Tu é da terra da linguiça Borrússia ?
Eu sempre orgulhoso afirmo que sim.
Agora, mais recentemente ainda, me abordam para me cobrar, como se eu fosse o embaixador de Osório em NH , e tivesse a obrigação de saber, o porquê de não se encontrar mais os referidos produtos nas prateleiras da famosa rede de hipermercados Bourbon.
Fui pesquisar novamente.
Agora não mais no Google, mas em fontes “in loco” na cidade onde o nordestão sopra mais forte.
Entendi, resumidamente, que houve apenas um desacerto comercial entre Bourbon e Frigorífico Borrússia, nada que desagrave a qualidade da querida marca osoriense.
Mas para minha surpresa, nesse final de semana vou as prateleiras do Bourbon e o que vejo:
Linguiças Frigodal.
Sim, o outro Frigorífico do nosso simpático Morro está na vitrine agora.
Ótimo, mas me pôs no olho do furacão novamente, no centro de outra polêmica que me fez mais uma vez, buscar informações:
Qual a melhor linguiça? Borrússia ou Frigodal?
Recorri ao amigo e jornalista Antão Sampaio, e ele já se apresentou com uma resposta na ponta da lingua, uma resposta política que agrada gregos e troianos :
– Melhor linguiça é Frigodal. Melhor Salsichão é o Borrússia.
Conveniente, muito conveniente.
É, os borrusseiros tomaram conta do mundo. Pelo menos no que se refere a esses apreciados embutidos suínos, isso parece realmente ser uma verdade.
Aliás estranho as pessoas ( inclusive eu) gostarem tanto de uma especiaria que nada mais é do que retirar as entranhas de dentro do porco, e depois colocar o porco para dentro delas.
Mas enfim, eu, como não gosto de por panos quentes, e não fujo da briga, respondo sempre que interrogado, que a melhor linguiça de Osório e portanto do mundo, não é Frigodal e nem Borrússia.
A melhor linguiça é a minha.